Nova Escola de Marketing

Um jeito incrível de fazer Storytelling

Conheça essa ação da Jack Daniel’s que está dando o que falar lá fora e é um excelente exemplo de marketing de conteúdo e storytelling. É história aliada à marca, é o ambiente da marca, traz a cara das pessoas. Digna de prêmio. Imaginem o trabalhão que deu para montar tudo.

As pessoas que frequentam bares gostam de falar, principalmente quando estão deliciando um uísque, de preferência em grandes quantidades. Muitas vezes, as histórias são ainda a cerca de uísque, que precipita uma memória (embora, muitas vezes, como não, meio esquecida) de uma aventura no passado nebuloso.

Para Jack Daniel’s, que se orgulha de sua rica e genuína história de marca, fazia sentido, então, a recolher histórias reais como essas para uma nova campanha, apresentada em um site intitulado Tales of Mischief, Revelry and Whiskey, que serve como seu próprio local de encontro virtual.

“Contar histórias está no coração da marca de Jack Daniel’s”, disse a diretora da marca Laura Petry. “Todo mundo adora uma boa história bar. Eu gosto. Você gosta. Sua mãe provavelmente também. É uma experiência compartilhada e parte da razão que todos nós frequentamos bares, em primeiro lugar. Uma grande história é o troféu de uma grande noite. Então fazia sentido documentar e compartilhar essas grandes histórias com o mundo.”

A marca disponibilizou sete vídeos, mais 11 histórias de áudio e seis histórias escritas. “Nós não fizemos roteiro de qualquer um deles”, disse Petry. “Essas histórias são todas 100% real, contadas por pessoas reais em suas próprias palavras.”

Está tudo aqui, histórias de vida, amor, morte, música, seguranças, animais e muito mais. A agência e marca passaram dois meses buscando histórias, primeiro indo para grandes bares que já conheciam e, em seguida, sendo direcionados para outros. “Tornou-se um jogo nacional de telefone, com pessoas nos dizendo para falar com esse cara ou aquela garota” disse Petry. “Em última análise, nós provavelmente já ouvimos cerca de mil histórias. E escolhemos as melhores para o site.”

A marca aparece em algumas, mas não todas. “Nós não estávamos forçando”, disse Petry. “Mas descobrimos que Jack era, naturalmente,  parte de uma série de histórias, que é em grande parte por que esta campanha se casa tão bem com a marca.”

Como trabalho documental, é necessário construir a confiança com os sujeitos. “História é uma coisa pessoal, então depois de rastrear uma série de potenciais histórias, tivemos que estabelecer um relacionamento com os proprietários de bares, frequentadores, seguranças e ‘aquele cara do jukebox'”, disse Petry.

A direção de arte é meticulosamente detalhada em tudo, desde a classificação de cor para os títulos desenhados à mão para a animação sutil.

“Alguns dos nossos contadores de histórias se mostraram grandes personalidades com uma entrega entusiasmada, foram os destaques dos vídeos”, contou Petry. Outros estiveram menos confortáveis, e foram usados em versões em áudio ou por escrito.

A página inicial do site tem um ambiente de bar, com conversas e copos tilintando suavemente no fundo. Há um design diferenciado, com imagens que parecem acender e apagar conforme o cursor cruza com a tela. Vale a pena visitar e conferir as histórias.

 

 

Traduzido daqui.


Rafael Rez

Autor do livro "Marketing de Conteúdo: A Moeda do Século XXI". Possui MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 2013. Fundador da consultoria de marketing digital Web Estratégica. Além de Empreendedor e Consultor, é Professor de Pós e MBA em diversas instituições de ponta. Em 2016 fundou a Nova Escola de Marketing.

1 Opinião





Patrocinadores

Web EstratégicaMonetizze

Mantenedores

LaharSEMRushLeadLoversSambatechClint.digitalUnbounce

Marketing focado
em resultados!  

Receba o melhor conteúdo de marketing no seu e-mail toda semana: