Nova Escola de Marketing
Cursos Marketing Digital

Marketing de Conteúdo em cinco passos

O marketing de conteúdo tem cinco passos fundamentais e caso sua estratégia não esteja passando por essas etapas, é possível que você não esteja realmente trabalhando com todo potencial que o conteúdo pode oferecer.

Selecionamos cinco passos para você reavaliar a estratégia de conteúdo da sua empresa e ampliar o relacionamento com os clientes.

 5 etapas para o marketing de conteúdo

– Conhecer o público

– Ter um objetivo

– Planejar  mídias

– Produzir conteúdo

– Mensurar

 

Veja abaixo as orientações completas.

– Conhecer o público

Esse primeiro passo é muito importante para criação de toda a estratégia. É a pesquisa de público.

A coleta de dados sobre o público-alvo da marca deve incluir o conhecimento completo do que os clientes estão procurando. É preciso saber quem são eles, o tanto quanto possível (idade, sexo, faixa de renda, educação, interesses, cargos, hábitos, etc).

A partir daí é possível traçar um perfil com as atividades diárias e sobre o que se interessam, como programas culturais, hábitos de saúde ou engajamento social, por exemplo, todos assuntos que de alguma forma podem se relacionar na estratégia de conteúdo com o posicionamento da marca.

Esse perfil também é conhecido como persona. A pesquisa fornece um perfil médio de um cliente que pode definir diretrizes para a estratégia. Quais são os maiores desafios da vida desses consumidores? E os desejos? Como você /sua marca pode ajudar?

A partir disso, é possível determinar o que esses clientes buscam quando consomem seu produto ou serviço. Todos esses dados determinam, além dos temas, os canais e a linguagem a ser utilizada.

Para fazer essa pesquisa, utilize prospects e clientes existentes. É possível perguntar aos próprios clientes o que eles buscam, muitas vezes as empresas se surpreendem ao ver como eles estão dispostos a participar.

É possível fazer entrevistas com clientes, análise dos perfis públicos em redes sociais e até encomendar pesquisas de mercado em instituições especializadas. Softwares como o SurveyMonkey, por exemplo, e até o Google Docs podem se tornar ferramentas para criação e distribuição de questionários e a empresa pode promover as respostas, por exemplo oferecendo descontos, brindes ou um presente exclusivo para quem preencher a pesquisa. Obviamente, a melhor forma de fazer isso se tornar eficiente é não usar burocracia para o consumidor.

Há marcas que como Outback e Burger King fazem ações assim há anos.

Outra importante fonte é a equipe de vendas. Os vendedores, que estão frente a frente com o consumidor podem e devem estar entre as peças chave da estratégia de conteúdo, porque são capazes de oferecer informações sobre os compradores, produtos e além disso se beneficiar do conteúdo na hora da venda.

Dados desse tipo fornecem o índice de satisfação sobre a marca, que pode indicar caminhos inclusive para os setores de pesquisa e desenvolvimento. No mundo atual, não é possível sobreviver sem ouvir o cliente.

– Ter um objetivo

O que sua marca quer com marketing de conteúdo? Onde sua marca pretende chegar no mercado?

Antes de cair na tentação de começar a espalhar conteúdo pela rede, é preciso definir para quê. Essa parte é ainda mais importante caso você seja um profissional de marketing buscando orçamento em sua empresa.

Obviamente a empresa deseja aumentar as vendas. Mas qual está sendo a estratégia do departamento de marketing para chegar até lá? E dentro dessas diretrizes, onde podem se encaixar as ações na internet?

Esse é o momento da elaboração de um planejamento amarrado e com prazos – sempre mais longos quando se trata de marketing de conteúdo, porque também estamos falando de relacionamento e fidelização. A marca pode desejar aumentar o número de seguidores ou fãs em redes sociais, pode desejar aumentar o engajamento e a interação com a marca, geração de leads qualificados para captação de futuros compradores, assinantes, e até conceitos mais amplos, como fidelização dos clientes, posicionamento da marca, melhora da imagem, etc.

A definição do objetivo também determina o conteúdo correto para cada estratégia editorial.

Acompanhe no próximo post:

– Como planejar as mídias para divulgação

– Dicas para produção de conteúdo

– Como mensurar resultados

Rafael Rez

Autor do livro "Marketing de Conteúdo: A Moeda do Século XXI". Possui MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 2013. Fundador da consultoria de marketing digital Web Estratégica. Além de Empreendedor e Consultor, é Professor de Pós e MBA em diversas instituições de ponta. Em 2016 fundou a Nova Escola de Marketing.

Cursos de Marketing Digital

1 Opinião
















Patrocinadores

Web EstratégicaMonetizze

Apoiadores

SEMRushLeadLoversSambatechUnbounceHuggy