Nova Escola de Marketing

Marketing Digital e o novo perfil do Consumidor Digital

Black Week Marketing Digital

Criar relacionamentos, atrair novos negócios e desenvolver a identidade de uma marca. O Marketing Digital desponta como um conjunto de ferramentas, executado online com o objetivo de potencializar resultados.

O alcance das ferramentas digitais e as constantes inovações tecnológicas possibilitaram o cruzamento de informações complexas, que revelou um novo perfil dos compradores online.

Quem é o seu público-alvo? Para quem você está vendendo? Como você oferece o seu produto no mercado? São apenas algumas perguntas que o Marketing Digital pode responder, gerando resultados significativos e uma audiência qualificada e fiel.

O comportamento do consumidor na internet

O consumo online é uma tendência que veio para ficar. Os constantes avanços tecnológicos, o acesso móvel, os aplicativos, a inclusão digital e o crescimento da internet são fatores que tendem a fortalecer essa modalidade de compra.

As pessoas buscam comodidade, segurança, bons produtos, preço e marcas preocupadas com a satisfação do cliente. O consumidor levou o desejo de ser bem atendido nas lojas físicas para o universo digital.

Compras na rede: um lugar para todas as tribos

Com o passar do tempo, o receio de comprar pela internet foi ficando de lado. O brasileiro é um verdadeiro entusiasta deste tipo de modalidade de consumo. Nem mesmo a famigerada crise diminuiu a ascensão vertiginosa do e-commerce no país, pelo contrário: o cenário digital ganhou ares de celeiro de oportunidades, concentrando bons resultados em vendas nos últimos tempos.

Segundo dados da Ebit Buscapé, houve um crescimento de 3% no volume de pedidos, em 2015. Com isso, o e-commerce brasileiro movimentou R$ 41,3 bilhões, valor que representa um aumento nominal de 15,3%, se comparado ao registrado em 2014.

A internet deixou de ser uma ferramenta voltada para o público adolescente ou jovem. A democratização dos meios digitais, a pulverização tecnológica e o avanço das redes sociais revelaram um novo perfil de consumidor, muito mais heterogêneo e, com um forte comportamento de pesquisa – pessoas atentas aos atributos de um produto/serviço e na experiência de outros usuários que adquiriram o bem.

A vez do Mobile Commerce

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Nielsen revelou que os brasileiros de todas as classes sociais preferem o Wi-Fi para se conectar à internet. Dentre os motivos, estão o baixo custo e a mobilidade encontrada para se conectar. Esses dados vêm ao encontro de um outro número significativo: quase 80 milhões de usuários de smartphones do país.

Com a preferência pelos dispositivos móveis, é importante que as empresas invistam em sites cada vez mais amigáveis, ou seja, responsivos a todos os tipos de plataformas. Isso potencializa a chance de compra e melhora a experiência do usuário.

Se o seu comprador em potencial está na web, utilizando celulares ou tablets, identifique estratégias e meios para conversar diretamente com ele a partir deste cenário e contexto. Com uma mensagem assertiva, convincente e própria para cada mídia utilizada na hora de oferecer um produto ou serviço.

Qual é o perfil do consumidor online

Pessoas exigentes, criteriosas e com acesso infinito às informações sobre qualquer produto ou serviço. O consumidor online, quando satisfeito com a experiência digital, torna-se um divulgador da marca. Ele indica e defende o produto para familiares e amigos. O contrário também ocorre – em caso de uma decepção com a compra, o cliente pode maximizar a sua insatisfação na rede.

* As mulheres dominam o mercado de compras online.

* As classes A e B são predominantes no consumo online, com uma faixa etária de 14 a 34 anos.

*62 % dos compradores online buscam indicações nas redes sociais e sites de buscas antes de comprar.

*83% dos usuários que procuram informações confiam na opinião dos outros consumidores

Fonte – Pesquisa realizada pelo Google na América Latina

Como converter vendas para lojas virtuais?

Ao avaliar o novo perfil do comprador online, fica clara a necessidade de estimular esse consumo de maneira atrativa, inteligente e eficaz. O processo de persuasão deve fomentar o interesse em determinado produto ou serviço. Gerar o desejo, induzir à necessidade e trabalhar em cima de sonhos e dores da sua audiência.

Marketing de Conteúdo vai ao encontro das necessidades de mercado, de estimular o consumo de maneira subjetiva, emocional e assertiva. Cada vez mais, os consumidores online buscam informações que os embasem e assegurem que aquela compra será algo positivo, o que reforça uma grande tendência de blogs e sites informativos com conteúdo personalizado para o público-alvo. Uma maneira de se conectar com as dúvidas, anseios, receios e desconfianças dessas pessoas e, a partir desse bom relacionamento, a possibilidade de encantá-lo e fazê-lo avançar nas etapas do funil de compra.

E você? Está preparado para falar diretamente com esse novo perfil de comprador online? Você sabe exatamente para quem deve direcionar o seu conteúdo, para que ele seja capaz de converter mais vendas?

Rafael Rez

Autor do livro "Marketing de Conteúdo: A Moeda do Século XXI". Possui MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 2013. Fundador da consultoria de marketing digital Web Estratégica. Além de Empreendedor e Consultor, é Professor de Pós e MBA em diversas instituições de ponta. Em 2016 fundou a Nova Escola de Marketing.

Cursos de Marketing Digital

Opinar
















Patrocinadores

Web EstratégicaMonetizze

Apoiadores

SEMRushLeadLoversSambatechUnbounceHuggyDigital Manager Guru