Nova Escola de Marketing

7 ideias de marketing de conteúdo para implementar na sua empresa

Precisando de ideias para começar? O orçamento está baixo ou você quer aproveitar melhor o potencial da sua empresa? Dá uma conferida nas dicas abaixo.

Comece pelo que você vai dizer. Quais são as perguntas que ninguém do seu setor de mercado costuma responder?

Ganhe confiança e credibilidade do seu público falando sobre temas delicados, pouco estudados ou vistos como “segredo”, seu público vai gostar de saber. Explicar como funciona seu processo de produção – essencialmente, de forma leve e se for a cara da sua empresa, até divertida – também é um começo.

Posicionar-se sobre algum assunto polêmico também é positivo, porque  mostra ao seu público de que lado você está e toda a personalidade da sua marca.

Elabore um cronograma

Um cronograma de ações é simplesmente o melhor passo para começar e manter a estratégia organizada. Ao pensar no cliente e canais de comunicação, elabore um cronograma para saber em quais datas publicará o quê. Ajuda na estratégia e faz maravilhas pela organização.

Por exemplo, que dia é dia de post, de e-mail marketing, post em redes sociais, quais assuntos, quem vai produzir, datas sazonais, etc… Quanto melhor essa etapa, melhor será o resultado.

 Mapeie o seu ciclo de venda

O Ciclo de vendas é para onde você precisa olhar se estiver pensando em qualquer estratégia de venda e muito importante se estiver pensando em conteúdo.

Esse ciclo acompanha de forma simplificada as etapas pela qual o consumidor passa em sua jornada de compra. É importante disponibilizar conteúdo para quando o consumidor estiver nesses estágios e ir direcionando vendas, passando desde o conhecimento da marca, para o momento de decisão de compra.

Por exemplo, o cliente já conhece a sua empresa, mas não sabe se é realmente boa ou se ele deveria comprar algo de você. Ele então começa a pesquisar sobre o produto, empresa, especificações, como comprar, como usar, etc. E pode se deparar com um conteúdo explicativo muito legal da sua empresa. Com toda certeza, isso não passará batido. Não significa que de cara ele irá comprar de você – o consumidor passa por uma jornada até tomar a decisão de compra, exceto em situações de compra por impulso, como promoções – mas você já conseguiu chamar a atenção.

 Faça vídeos

Fazer vídeos é menos complicado do que parece e realmente ajuda muito. Mostrar o produto em detalhes, mostrar como utilizar, mostrar os bastidores da empresa, já é conteúdo que vai esclarecer muita coisa para o consumidor e colocar uma pessoa – escolhida para ser a cara da empresa – mais perto do consumidor.

Para além de conteúdos sobre o produto, falar sobre o universo da marca e que faz parte do interesse do público-alvo também gera imagem para a marca, credibilidade e empatia.

Além de ajudar o consumidor, vídeos são bons para rankeamento SEO.

 Agrade seus influenciadores

Compartilhar conteúdos do seu público-alvo com foco nos influenciadores é uma das formas de fazer isso, em meio às peças de conteúdo relacionadas a vendas e de interesse geral.

Obter boas opiniões de influenciadores do seu público precisa ser um objetivo para você. É curadoria de conteúdo e ainda vai deixar um monte de gente feliz.

 Use sua força de vendas

Você tem um departamento comercial, representantes, vendedores, todos loucos para vender muito e ganhar o máximo de comissão que puderem?

Esses são os melhores caras que você tem para te ajudarem com conteúdo. Eles estão na linha de tiro, cara a cara com os clientes, encarando as necessidades, dúvidas e rejeições dos clientes todos os dias. Cada pessoa do comercial te, informações sobre clientes e prospects que deveriam ser levadas em consideração.

Para além de usar seus conhecimentos, ofereça de volta o conteúdo para que eles possam usar em suas vendas, conectando todas as suas bases.

Conteúdo não precisa ficar restrito aos seus sites e mídias sociais.

Orçamento baixo? Pouco tempo? Escolha apenas uma rede para trabalhar.

Não é toda empresa que precisa ter página em todas as redes sociais, uma super estratégia integrada, conteúdo para cada rede, super fotos, etc, etc… Na realidade diária, às vezes as empresas podem muito menos do que isso. Meu conselho? Foco.

Melhor do que ter um monte de perfil mais ou menos é ter um muito bom.

Há muitos casos de empresas que fazem apenas um perfil muito bom em uma única rede social e constroem um case legal concentrando energia e recursos financeiros nessa rede. Acontece até com as grandes empresas, como a Starbucks, que possui um perfil no Instagram mais engajado do que as outras redes, a rede de Hotéis Four Seasons com o Pinterest (veja mais sobre esses exemplos e outros nesse post), canais do YouTube que fazem sucesso por si só e muitos outros exemplos do tipo. Você foca todo seu orçamento para criação de imagens legais, patrocínio e tempo para criar conteúdo para ter um ótimo resultado com uma rede e não um resultado medíocre com várias só para cumprir tabela.

Anônimo

Rafael Rez

Autor do bestseller "Marketing de Conteúdo: A Moeda do Século XXI". Possui MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Fundador da consultoria de marketing digital Web Estratégica. Além de Empreendedor e Consultor, é Professor de Pós e MBA em diversas instituições de ponta: HSM, FGV, Insper, ESALQ/USP. Em 2016 fundou a Nova Escola de Marketing.

Deixar Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Patrocinadores

Web Estratégica

Apoiadores

SEMRushRD StationLeadLoversiSet E-CommerceiSet E-CommerceActiveCampaignReporteiSERPstat