4 grandes medos de Empreendedores Digitais

Olá, eu sou Rafael Rez e hoje a gente vai falar agora sobre os 4 maiores medos dos empreendedores digitais.

Olá, tudo bem, eu sou Rafael Rez e a gente vai falar agora sobre os 4 maiores medos que incomodam empreendedores digitais. Eu trabalho com empreendedores digitais já mais de 5 anos. Ao longo da minha carreira, já trabalhei com diversas empresas desde que comecei como webdesigner, fundei minha primeira empresa em 2002, depois uma agência em 2011, e nesse tempo todo eu dei consultoria para diversos tipos de empresas, entre elas, startups, empresas de tecnologia, que são negócios digitais que vendem softwares, aplicativos.

Trabalhei com grandes blogs, com pequenos blogs, com grandes produtores de curso, com pequenos produtores de cursos, com profissionais que precisam reforçar sua autoridade e trazer ela para o ambiente digital, reforçando aquilo que ele já fazia no mundo real. Consultores, médicos, coaches, palestrantes e diversos tipos de especialistas. Todos eles quando vem para o empreendedorismo digital e querem construir sites para divulgar o seu trabalho, dividem algumas ansiedades, alguns medos, alguns receios de que a coisa não possa funcionar tão bem.

Então hoje eu quero te mostrar como é que é o marketing de conteúdo pode te ajudar a vencer esses 4 bloqueios. O primeiro grande medo, a grande dúvida que todo mundo tem e sempre vem perguntar nos eventos, nos cursos: como é que eu descubro quem é o meu público? Você tem dois canais para descobrir quem é o seu público. Começar a produzir conteúdo e entender quem são as pessoas que estão chegando até esse conteúdo. O que é que elas estão buscando, quais palavras que elas digitam no Google, quais interesses elas pesquisam no Facebook, por quais canais elas chegam até você e o que elas te perguntam a partir do conteúdo que elas já consomem.

Uma outra forma de você fazer isso é entrevistar as pessoas que você acredita que sejam seu público-alvo e perguntar para elas quais problemas elas tem que você pode resolver. Se você é um especialista em saúde, você pode resolver problemas de alimentação, de sono, de emagrecimento. Baseado na sua especialidade você vai entrevistar essas pessoas e descobrir quais demandas elas já tem. Demandas conscientes ou inconscientes. Às vezes, elas tem problemas que nem elas sabem que tem.

Eu tive uma aluna em um dos cursos de conteúdo que desenvolveu um programa de alimentação para reduzir obesidade em crianças. O problema que ela descobriu é que muitas mães não sabiam que a obesidade infantil era um problema e achavam que os filhos gordinhos tinham só saúde demais. Ela teve que mostrar para essas mães que era um problema muito sério de saúde e eles poderiam desenvolver diabetes, eles poderiam desenvolver uma série de problemas de saúde graves logo na adolescência ou no começo da vida adulta, se eles não começassem a se alimentar direito naquele momento.

O cliente dela não sabia que tinha um problema e através do conteúdo ela tinha que demonstrar que esse problema existia. Na primeira forma, quando você começa a publicar conteúdo é porque você já tem uma solução. Você já é especialista em um assunto do qual as pessoas já conhecem. Agora se você já é um especialista em alguma área, se você já tem um conhecimento específico, você vai produzir conteúdo a partir desse conhecimento e tentar entender o que é que provoca mais reação nas pessoas.

O que é que faz elas compartilharem, o que é que faz elas comentarem, o que é que faz elas indicarem o seu conteúdo para os outros, quais reações fazem elas te perguntarem dúvidas específicas, do tipo “como eu resolvo exatamente isso aqui”, “o meu problema é exatamente esse”, “como é que eu ajo em cima dele”. E conversando com os seus clientes, com as suas personas, com seus prospects, você vai entender quais são as dúvidas deles e vai começar a descobrir uma série de oportunidades para produzir novos conteúdos e criar mais relacionamento com essas pessoas.

Abrir a possibilidade de elas perguntarem pra você, te enxergarem como especialista, e fazerem de você uma referência, é que vai te dar dezenas ou centenas de insights para você produzir novos conteúdos.

O segundo grande medo que todo mundo pergunta é: será que eu estou fazendo do jeito certo? Será que o conteúdo que eu estou fazendo tá funcionando? Como é que eu descubro se eu estou indo no caminho correto? A principal dica que eu dou para essas pessoas é continuem produzindo. Não pare de produzir conteúdo, mas concentre-se em conversar com as pessoas que estão consumindo o seu conteúdo. Para você saber se você tá indo no caminho certo a melhor forma é interagir com quem segue o seu conteúdo. É entender se ele tá fazendo sentido para essas pessoas e se tá ajudando elas a caminharem dentro do seu funil.

Se elas te descobrem num determinado momento e começam a caminhar dentro do seu funil, a consumir cada vez mais informação, a quererem interagir cada vez mais com você, muito provavelmente elas tão chegando perto de comprar sua solução. Você como empreendedor digital tem a missão de ajudar essas pessoas a se educarem no processo. O seu conteúdo vai ajudar essas pessoas a se educarem sobre o seu material, a entenderem quais problemas elas tem e como a sua solução ajuda resolver esses problemas.

Você vai ser visto como um especialista que está ajudando elas a progredirem no sentido de resolver esse problema. Independente de essa solução ser um software, um aplicativo, um curso online, uma série de vídeos, um e-book. Seja lá qual for o seu produto digital, ele vai entrar como solução para um problema existente. Quanto mais conteúdo você produzir, quanto mais você se engajar com as pessoas, conversar com elas, coletar feedback e utilizar a internet como canal de relacionamento, mais você vai saber e ter segurança de que você tá no caminho certo, mais o feedback das pessoas vai retroalimentar o seu funil de conteúdo. E quanto mais feedback você coleta, quanto mais informação vai, mais informação volta, mais você aprende sobre os seus próprios clientes.

E isso vai te dando segurança de que você tá produzindo a coisa certa, do jeito certo, para as pessoas certas. A melhor forma de fazer isso é começar, é dar o primeiro passo. Muita gente tem medo de começar a produzir: “mas eu não sei se eu estou escrevendo certo; eu não sei se o meu e-book é bom o suficiente; eu não sei se os meus vídeos estão funcionando”. A maior dificuldade é começar. Depois que você começa, você aprende e vai entendendo o que fazer com a prática. É aquela coisa: ninguém aprende a dirigir jogando vídeo game de carro, ninguém aprende a jogar tênis assistindo Roland Garros, ninguém aprende a fazer sexo assistindo filme pornô. Você tem que ir lá e praticar.

É o único jeito de ficar bom. Só tem um jeito de saber: é começar e fazer. E a partir do resultado que as pessoas te derem de como isso está transformando a vida delas, como está gerando resultado, de como está ajudando elas a progredirem para uma solução mais complexa, para contratar o seu produto, seu software, seu curso, mais você vai ter segurança de que está indo no caminho certo para se relacionar com essas pessoas.

O terceiro medo mais comum das pessoas é: eu não sei construir um funil de vendas. eu não sei fazer um funil de conteúdo, eu não sei por onde eu começo. De novo, a gente volta no mesmo tipo de solução. Você vai entendendo o comportamento das pessoas e vai começar a mapear. Quais são as dúvidas que elas tem aqui em cima no topo do funil? A hora que elas estão começando a pesquisar sobre a sua solução, sobre a sua área, quais são as dúvidas básicas que elas tem? Para onde elas vão pesquisar sobre essas dúvidas: se elas vão para o Google, se elas vão para o YouTube, se elas vão para alguma rede social específica. Se elas não estão pesquisando sobre isso, mas de repente cruzaram com o seu conteúdo porque alguém compartilhou na timeline lá no Facebook, ou no Instagram ou qualquer outra rede social. E elas tomam contato com você e começam a consumir.

Geralmente, aqui em cima no topo do funil, elas são consumir e-books, vão consumir posts, vão consumir o que a gente chama de Hard Content, que são grandes peças de conteúdo, grandes textos com imagem, com vídeo, com ilustrações, com infográficos.

A partir do momento que essa pessoa começa a entender mais do seu assunto, do seu tema e se aprofundar, ela vai querer conteúdos mais específicos e aí você pode fazer comparativos. Você pode fazer Webnários, você pode fazer séries de vídeos nos quais que você vai aprofundando o conteúdo cada vez mais. Lá no finalzinho, antes de tomar uma decisão de compra, elas vão ter algumas dúvidas sobre a garantia, sobre o atendimento, sobre o pós-venda, sobre treinamento, sobre o suporte técnico. Quanto mais específico você for nessas dúvidas, mais seguras e tranquilas essas pessoas vão ficar para fazer negócio com você.

Para você construir o seu funil de venda, seu funil de conteúdo, você vai precisar analisar qual o conteúdo serve para quem tá começando, qual conteúdo serve para quem já é intermediário e qual conteúdo serve para quem já tá lá no finalzinho a ponto de tomar uma decisão. Entendendo o comportamento dessas pessoas você vai ser capaz de construir um funil muito mais específico e muito mais funcional e vai poder testar um funil “a”, um funil “b”, uma alternativa mais rápida de chegar à solução, uma alternativa mais lenta. Conteúdos mais complexos, conteúdos mais simples e aí você vai testando e aprendendo conforme você desenvolve conteúdo.

O quarto grande medo, a quarta última dúvida que as pessoas sempre tem é: tá ok, eu já entendi quem são os meus clientes, eu já sei que tipo de conteúdo tenho que fazer para eles, eu já entendi como funciona o meu funil, agora como é que eu faço isso crescer? Como é que eu dou escala para o meu conteúdo e faço com que ele alcance mais pessoas ainda? É aí que entra a estratégia de marketing digital.

A partir do momento que você já sabe qual conteúdo produzir e como produzir esse conteúdo, você vai começar a fazer esse conteúdo alcançar cada vez mais pessoas. Você vai começar a se preocupar em aparecer no Google, você vai começar a se preocupar em fazer parcerias com outras pessoas que divulguem o seu conteúdo, você vai começar interagir com afiliados que façam esse conteúdo aparecer, utilizar assessoria de imprensa para tornar a sua marca pessoal ou do seu negócio mais visível, você vai começar a investir no que a gente chama de inbound marketing que são técnicas de atração de novos leads, você vai melhorar as suas taxas de conversão.

Mas se você não começar pelo conteúdo, fazer tudo isso não vai te trazer resultados. O grande erro que muita gente comete é já começar pelo fim, começar fazendo mídia, investindo muito dinheiro em anúncios, na criação de um produto simples e tentar escalar ele o mais rápido possível, antes de ter um produto maduro. Agora se você já conhece os seus clientes, se você já sabe qual conteúdo eles querem e se você já tem um funil otimizado, você pode investir em mídia e escalar aquilo que você já fez de bom. Agora se você não sabe se o seu produto funciona, você vai colocar um monte de mídia aqui e vai só rasgar dinheiro.

É por isso que o marketing de conteúdo é um passo inicial de qualquer empreendedor digital, seja você um profissional liberal construindo seu site na internet, seja você uma Startup procurando novos clientes, seja você um blogueiro querendo ter mais audiência e mais seguidores, um YouTuber ou um profissional lançando um curso online, um treinamento, alguma forma de produto que você entregue no meio digital.

Muita gente começa pelo fim do processo antes de entender as demandas. Se você começar pelas demandas, a chance de sucesso é muitas vezes maior. Se você gostou desse vídeo, continue acompanhando a série Marketing Hacks. Nela eu ensino táticas de marketing para empreendedores digitais darem escala para os seus negócios. Se você quer fazer o seu negócio digital aparecer mais na internet, atrair leads mais qualificados e fazer vendas de clientes que vão te trazer novos clientes, continue acompanhando essa série. Clica aqui embaixo, cadastre-se para receber os nossos e-mails e se você quiser deixe o seu celular e adiciona o nosso número no whatsapp para receber as notificações na nossa lista.

Muito obrigado por acompanhar esse vídeo, eu sou Rafael Rez e até a próxima!

Rafael Rez

Rafael Rez

Autor do bestseller "Marketing de Conteúdo: A Moeda do Século XXI". Possui MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Fundador da consultoria de marketing digital Web Estratégica. Além de Empreendedor e Consultor, é Professor de Pós e MBA em diversas instituições de ponta: HSM, FGV, Insper, ESALQ/USP. Em 2016 fundou a Nova Escola de Marketing.

Deixar Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Patrocinadores

Web Estratégica

Apoiadores

SEMRushLeadLoversUmbler Hospedagem de Sites