Nova Escola de Marketing

Como implantar uma estratégia de marketing de conteúdo

Um leitor me perguntou como deve proceder para trabalhar com redes sociais e conteúdo dentro da empresa dele, focando em vendas, claro! Contrato uma agência, monto uma equipe interna? Qual o perfil dos profissionais? Como meço o resultado? Estas foram algumas das perguntas dele.

Vem comigo 🙂

Para começar a trabalhar do zero você realmente precisa se organizar. Eu trabalho aqui na Lopes Consultoria de Imóveis coordenando o departamento de marketing de conteúdo e sugiro seguir uma organização parecida com esta.

Conteúdo Interno: No conteúdo interno está todo o conteúdo próprio da empresa. Isso envolve o site da empresa, as páginas de produto, o blog e as redes sociais. O perfil do profissional aqui pode ser estudantes de comunicação que tenham facilidade para escrever (na parte do blog e do conteúdo do site) ou um profissional com conhecimento avançado em SEO e otimização de sites. Você deve pedir para ler um blog ou textos destes candidatos antes de contratá-los. Pedir para fazer um teste e escrever um texto também funciona muito bem! A mesma coisa para o profissional de SEO, pedir para ver um site otimizado por ele ou quais clientes e trabalhos ele já realizou.

Site da empresa: Aqui entra cuidar da estrutura do site na parte de SEO, links internos para as páginas mais importantes do site, verificar urls amigáveis, conteúdo de texto dos produtos que sua empresa vende, nomes e conteúdo de landingpages específicas, se as páginas possuem um conteúdo, se estão com H1, H2 e título em texto nas imagens. No caso do mercado imobiliário a parte mais importante é ter um formulário de contato bem estruturado e de simples preenchimento para quem está pesquisando imóveis poder deixar seu contato para receber mais ofertas de imóveis semelhantes ao que ele estava procurando.

Blog: A função do blog é aumentar o número de acessos e visitas no site de forma orgânica. Então aqui você precisa definir as categorias que seu blog vai abordar e gerar conteúdo para os termos mais buscados. Se você também for do mercado imobiliário pode dar uma estudada no Blog da Lopes. É importante você definir seu público alvo, com quem quer falar, se com corretores, profissionais de marketing imobiliário ou o consumidor final e a partir disto, definir categorias e sub-categorias.

Redes Sociais: Você precisa definir que redes sociais vai utilizar. A variedade é imensa e dependendo da sua estrutura você precisa focar nas principais. No VivaReal, empresa que trabalhei quase 1 ano, eles utilizavam Facebook, Twitter e Google+. Já aqui na Lopes, estou trabalhando ainda com Instagram, além destas já citadas. Na Tecnisa, empresa onde trabalhei mais de 2 anos, testávamos várias redes sociais e acabamos criando um case bem legal com o Pinterest.

Conteúdo Externo: O conteúdo externo é para você melhorar a indexação das suas páginas nos mecanismos de buscas. Sempre tomando muito cuidado com as atualizações do Google e para não exagerar na quantidade de links em posts na hora de fazer linkbuilding. Aqui, você precisa pesquisar os principais blogs que falam de assuntos que orbitam o seu negócio e escrever artigos pertinentes com a linguagem deste blog para o seu site ou blog. E claro, formar parcerias. É interessante também você oferecer seu blog para outros parceiros escreverem para você. Desta maneira eles irão divulgar o conteúdo deles no seu blog e isso vai te ajudar a crescer sua presença.
O perfi do profissional aqui pode ser de relações públicas, marketing ou assessoria de imprensa. Precisa ser alguém que tenha habilidade em negociar e que goste de lidar com pessoas e também conheça um pouco de ferramentas para decidir se o site é bom tecnicamente para formar a parceria.

Inteligência do Negócio: Aqui você vai avaliar tudo o que é feito nas duas áreas anteriores e dar insights direcionando as duas áreas. Vai produzir um relatório de SEO para saber quantos links e domínios existem apontando para o seu site. Qual a posição que seu site aparece para uma lista bem completa de palavras chaves sobre o seu negócio. Vai estudar os movimentos da sua concorrência, qual o acesso orgânico deles, quanto investem em mídia e por ai vai… E vai fazer um outro relatório para as redes sociais. O relatório de Facebook deve ser o mais completo, pois exportando o Insights você tem inúmeros dados que te respondem muitas perguntas.

Aqui o perfil do profissional é mais analítico, precisa entender muito de Excel e gostar de números, entender e conhecer ferramentas como Google Analytics, Excel, Power Point para montar belos relatórios mas além disso, mostrar o desempenho do trabalho. Precisa gostar de estudar os números, saber porque o gráfico ta crescendo ou o porque daquela queda de fãs ou acessos, ou ainda como orientar a equipe de conteúdo a produzir um post baseado nas interações dos posts anteriores.

Agora que você tem estas 3 áreas, você pode decidir o que fazer. Você pode internalizar tudo, o que eu particularmente acho bem interessante ou contratar algum serviços.

Você pode contratar uma empresa especializada em SEO para fazer uma avaliação do seu site e criar um planejamento para você seguir. Você pode contratar também empresas para produzir todo o conteúdo para você ou um conteúdo específico sob demanda. Algumas inclusive possuem uma rede de blogs afiliados onde você pode fazer linkbuilding e assim mata também a parte de conteúdo externo.

Neste caso você vai precisar de uma pessoa mais sênior (e talvez uma mais júnior para ser assistente) dentro da empresa para avaliar e criar um planejamento de pauta e conteúdo ou até um planejamento de SEO e colocar a empresa para fazer o trabalho braçal para você. Este modelo também funciona muito bem.

Você pode ter uma agência digital para cuidar da sua conta. Se optar por esta opção pesquise os clientes que a agência atende, o perfil dos profissionais que vão atender sua conta e principalmente quem vai fazer a ponte entre a agência e sua empresa. O papel do atendimento aqui é muito importante pois ele tem que ser você dentro da agência e entender muito bem seu objetivo e a maneira que você trabalha para lhe entregar resultados satisfatórios.

O post está ficando grande né, acho que posso ir encerrando por aqui e me coloco à disposição para responder mais dúvidas que possam surgir.

Israel Degasperi é publicitário. Possui pós graduação em Novas Mídias. Trabalha com Marketing Digital desde 2008. Mas foi em 2010 que veio morar em São Paulo onde já trabalhou para grandes empresas, como a construtora Tecnisa, o portal imobiliário VivaReal Brasil além de ter dado consultoria para diversas empresas e também ter trabalhado em agência, coordenando a equipe que produzia conteúdo para o Walmart Brasil. Atualmente é o responsável pelo departamento de marketing de conteúdo da Imobiliária Lopes.

2 Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Bom dia, vc escreveu a seguinte parte “Vai estudar os movimentos da sua concorrência, qual o acesso orgânico deles, quanto investem em mídia e por ai vai… ” e fiquei com uma dúvida, qual a melhor forma de se obter esse dado da concorrência? Como saber o valor que eles investem em mídia?

    Obrigada

  • Oi Cindy, tudo bem? Eu uso o SEM Rush, uma ferramenta paga muito boa para fazer esse tipo de análise. Além disso o SEM RUSH também me fornece uma quantidade bem grande de palavras chaves orgânicas que levam tráfego para o meu site, o que é muito importante depois do crescimento do Not Provided do Google.
    Lá, você pode avaliar a quantidade de tráfego orgânico vs tráfego pago do seu site e de concorrentes.
    Espero que tenha ajudado 🙂

Patrocinadores

Web Estratégica

Apoiadores

SEMRushLeadLoversiSet E-CommerceiSet E-Commerce