Nova Escola de Marketing
planejamento

Planejamento faz o que? Traduz

Como assim?

Planejamento traduz?

Que isso?

Calma, que eu explico.

Somos agentes de mudança das marcas,

Somos responsáveis por dar o caminho para as marcas.

Somos quem pensa estrategicamente.

Logo, somos tradutores.

E fazemos isso o tempo inteiro.

Traduz o que?

Qual a área da agência que lê as pesquisas do cliente?

Qual a área da agência que lê estudos comprados de institutos?

Qual a área da agência elabora pesquisas?

Qual a área da agência estuda mercado?

Qual a área da agência está de olho nas tendências?

Qual a área da agência entende comportamentos?

Já deu para sacar o que traduzimos?

Se você pensou em dados.

Acertou!

Tudo o que acima foi exposto.

São fontes de dados.

Fontes de informações.

Que geram uma infinidade de caminhos.

Planejamento codifica isso.

E gera relevância.

Traduzir: resume o planejamento

Não existe uma fórmula mágica.

Planejamento é baseado no estudo e conclusão de cada um.

Planejamento é uma filosofia muito mais do que algo tático.

Para isso, temos Redes Sociais, Criação e Mídia.

Nós apenas damos munição para esse pessoal.

Dar o tiro certeiro no coração do consumidor.

Nós somos os tradutores de todas as atividades humanas – Marlene Bregman, uma das mais influentes profissionais de planejamento da história da propaganda brasileira.

O pensamento estratégico é mais importante do que a sua execução

Planejar é pensar

Estudar

Analisar

Compreender

Entender

E traduzir isso em uma linha que faça sentido para a marca,

Para o mercado.

E na mente do consumidor.

Em outras palavras.

Como gosto de resumir:

“Somos responsáveis por entender a cabeça das pessoas e traduzir isso em comunicação”

Marcas vivem o dia a dia

As marcas vivem de momentos que o mercado dita.

Profissionais de planejamento analisa essas tendências.

E traduzir isso para algo que faça sentido.

Faz a comunicação.

Estar mais próximo ao anunciante.

E esse mais próximo do cliente dele.

Para isso, o planejamento está sempre atento.

Sempre atrás de pesquisas.

Sempre atrás de novidades.

Sempre atrás do algo para traduzir

Codificamos dados, comportamentos e pesquisas

Usamos dados de várias fontes.

Pois é assim que precisa ser feito.

Só acreditar que os Analytics gratuitos vão trazer relevância.

É um pensamento tão pequeno como “unha de formiga”.

Os dados estão ai, para ser coletados.

Sim. E o que mais?

Codificados!

Se pudermos então, avaliar o que o planejamento faz, é tradução.

Literalmente!

E onde usar?

Traduzir tudo isso em uma história muito bem contata.

Pessoas amam histórias, pois crescemos com nossos pais nos contando.

Depois migrando para os livros que líamos, a TV, cinema e outras mídias.

Essa plataforma existe há séculos, agora, o digital conseguiu unir tudo em uma só.

E agora, com a tecnologia, ter uma plataforma que suporte todo esse conteúdo.

E relacionamento é fundamental.

E não estamos falando apenas do Instagram ou Facebook.

Não tenha mais ideia em caixa. Inove! Um filme não é mais para o cinema, ele se torna uma plataforma com livro, game, aplicativo, conteúdo de Redes Sociais – Newton Nagumo, diretor de planejamento com passagens por diversas e grandes agências

Traduzir uma história

Não é pegar do inglês para o português.

Não é redigir um texto.

É criar uma emoção.

De conexão.

Marca e consumidor.

E isso.

Só com tradução de dados.

É possível.

Anônimo

Felipe Morais

Autor dos livros Planejamento Estratégico Digital (Ed. Somos Educação) e Transformação Digital. Como a inovação digital põe ajudar seus negócios nos próximos anos (Ed. Somos Educação). Professor da ESPM, Universidade Metodista SP, Senac, Faculdade Belas Artes e USP. Sócio-Diretor da FM CONSULTORIA, membro do comitê de marketing da Planet Girls e Adriana Restum Store.

Deixar Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Patrocinadores

Web Estratégica

Apoiadores

SEMRushRD StationiSet E-CommerceiSet E-CommerceReporteiSERPstat