Nova Escola de Marketing
Comunicação

Como anda o planejamento da sua comunicação?

Marcas são os grandes ativos de uma empresa, entretanto, precisa, para se destacar, ser vista como diferencial na vida daquelas pessoas que, os seus produtos e serviços, são oferecidos. É muito difícil, mas existe, uma marca que atende a todos os públicos e gostos. A Coca-Cola, é considerada, uma das marcas mais sociáveis do mundo, não à toa, O relatório Brand Footprint, da Kantar, mostra que ela é a marca mais escolhida no mundo pela sétima vez seguida. Globalmente, o público optou pela empresa mais de 5,9 milhões de vezes em 2018. Outra gigante, a Apple, que em 2018 chegou a marca de 1 trilhão de dólares em valor de marca, não é tão sociável, uma vez, que ela é uma marca que oferece produtos para um determinado perfil de público e classe social. A Apple faz como 99% das marcas fazem: segmenta mercado. A Coca-Cola com suas linhas de chá, sucos e bebidas sem açúcar tem um posicionamento para perfis de consumo específicos, segmenta, mas o seu carro-chefe é um produto sociável e que todos tem acesso a um valor baixo.

Um dos diferenciais de uma marca é o seu poder de comunicação com extrema qualidade e relevância para esses perfil de consumo específicos. Marcas precisam ser assertiva na comunicação! Os gestores precisam se ater, primeiro ao que marca oferece, para depois entender o publico que ela precisa atingir. Isso em mente, se torna possível criar a conexão emocional entre as partes. Definido esses três pontos, é que cria a campanha e as narrativas das mensagens. O problema é que, hoje, a maioria das marcas não pensa dessa forma, basta ver as comunicações nas Redes Sociais, para mim, o local onde podemos ver como isso é evidente: post pelo post. Apenas isso. Alguém inventou que precisa fazer 3 posts por dia, acreditaram, outro disse 1 por dia, seguem essa linha. A quantidade é o que menos importa. A qualidade deve ser o diferencial.

Não existe mais barreiras!

A comunicação não é nem online e nem offline, ela é comunicação. As pessoas não querem saber se a marca vai se comunicar com ela pelo Facebook, Instagram, Revista Exame, SBT ou Rádio Bandeirantes! As pessoas querem ser ouvidas pelas marcas e que essas tirem suas dúvidas e resolvam seus problemas! O que mais vemos nas Redes Sociais são pessoas comentando posts sobre dúvidas e problemas e o que menos vemos são as marcas com respostas concretas que realmente façam sentido.

No fim do dia, as marcas querem vender e as pessoas comprar. Desde que o varejo surgiu, funciona assim, mas em um mercado onde cada vez mais produto é commodity marcas e comunicação que fazem o famoso “mais do mesmo” não tem relevância e perdem vendas. Vão vender, claro, mas pode ter certeza que uma empresa que faz algo diferente no universo digital venderá mais! O Habib’s, que vende esfirra por centavos, está entrando na onda do Omnichannel e vendo suas vendas aumentarem porque estão trabalhando a redução em segundos do tempo de espera: melhorando experiência!

Como planejar?

O primeiro passo para um bom planejamento de comunicação é saber qual o seu objetivo, ou seja, o que você quer que as pessoas entendam da sua marca: Quais diferenciais você pode apostar? Objetivo de comunicação usa atributos e diferenciais de marca para criar a conexão emocional. Marketing vende. Comunicação conquista.

O segundo passo é entender mercado, concorrência e tendências de comportamento e tecnologia. A General Motors anunciou que até 2030 para de fabricar carros. AirBnb vale mais que qualquer cadeia de hotéis no mundo. Algo está mudando, concorda?

Estudar como a concorrência se comunica, se posiciona e vende é o terceiro pilar de um bom planejamento. Não basta mostrar quantos seguidores tem, mas como ela se comunica em todos os canais.

Como quarto pilar é preciso ter o pensamento estratégico de como fazer o consumidor atingir a meta da empresa em vendas e conhecimento de marca, para isso, entra o quinto pilar, o tático, exatamente ligado ao quarto, onde entra o entregável, ou seja, o site, a régua de relacionamento de email marketing ou post no instagram. A diferença entre estratégia e tático é: estratégia é o pensamento e o tático é a execução.

Por fim, estabeleça metas para tudo e as métricas, a mensuração de resultados. Esse é um passo a ser feito dia a dia, pois deve, sem dúvida, mudar os rumos, para melhor, do planejamento e corrigir rotas de acordo com acontecimentos.

Felipe Morais

Felipe Morais

Autor dos livros Planejamento Estratégico Digital (Ed. Somos Educação) e Transformação Digital. Como a inovação digital põe ajudar seus negócios nos próximos anos (Ed. Somos Educação). Professor da ESPM, Universidade Metodista SP, Senac, Faculdade Belas Artes e USP. Sócio-Diretor da FM CONSULTORIA, membro do comitê de marketing da Planet Girls e Adriana Restum Store.

Deixar Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Patrocinadores

Web Estratégica

Apoiadores

SEMRushLeadLoversiSet E-CommerceiSet E-Commerce