Essencial de Marketing Digital

Categorias
Marketing Digital Mídia Paga SEO

Tráfego pago ou tráfego orgânico: quais as diferenças?

Tráfego pago ou tráfego orgânico: quais as diferenças?

Quando se fala em conquistar mais visibilidade na internet, há dois caminhos a seguir: do tráfego orgânico e do tráfego pago. E na grande maioria das vezes, podemos unir os dois em nossa estratégia de marketing.

O primeiro é alcançado naturalmente, por meio de SEO e criatividade, nosso público-alvo chega até o conteúdo. A segunda, como o próprio nome indica, demanda investimento financeiro.

Mas qual é o melhor? Vai depender dos nossos objetivos! As redes sociais são um bom canal para que nossas campanhas alcancem nossos seguidores, com ferramentas de publicidade como o Meta Ads. 

Com ele, podemos expandir nossa lista de clientes, graças à segmentação que o tráfego pago pode proporcionar. Mas, ao mesmo  tempo, ter um conteúdo envolvente e educativo pode proporcionar um bom tráfego orgânico. 

Ambas as estratégias se complementam. É esse um dos pilares que tanto trabalhamos na Nova Escola de Marketing.

O que é tráfego orgânico?

Esse método reúne técnicas como otimização de mecanismos de pesquisa (SEO), rede social e conteúdo de qualidade para direcionar naturalmente o tráfego para o site e melhorar a classificação na página de resultados do mecanismo de pesquisa (SERP).

O tráfego orgânico é uma forma autêntica de desenvolver a voz da marca, definir e conhecer o público-alvo e aumentar a base de clientes, construindo relações duradouras e confiáveis.

Essas interações são alcançadas produzindo conteúdo de qualidade por meio de blogs, campanhas de e-mail marketing, redes sociais e o próprio site. Isso naturalmente leva os leads a encontrar sua empresa, direcionando o tráfego para uma página de destino específica ou diretamente para o site do cliente.

Muitas empresas fazem tráfego orgânico sem estarem cientes disso. Toda vez que você publica um artigo de blog, compartilha sobre a empresa nas redes sociais ou atualiza o site, você está praticando marketing orgânico. Este blog que você está lendo agora é uma forma de gerar tráfego orgânico!

Entre os benefícios do tráfego orgânico, podemos citar:

Ajuda a criar reconhecimento de marca

Através do tráfego orgânico, você pode divulgar seus negócios, produtos e serviços para diferenciá-los em seu setor.

Ajuda a gerar mais tráfego

Uma forte estratégia de tráfego orgânico pode ajudar a direcionar mais tráfego e capturar leads.

Construir confiança e autoridade para a marca. 

Por meio do tráfego orgânico, é possível criar confiança e autoridade para a empresa. Conteúdo de qualidade é a base para isso.

Leia também::: Será que carreira na área de automação de marketing vale a pena?

E o que é tráfego pago?

O tráfego pago (ou publicidade paga em mídias mais comuns como Google AdWords e Meta Ads) permite atrair mais pessoas e alcançar um público maior em um curto período de tempo. 

Através da publicidade paga, você poderá gerar mais visibilidade e mais alcance/impacto para sua marca, empresa ou perfil pessoal.

A publicidade paga está disponível nas redes sociais e nos motores de busca, permitindo que o seu negócio vá além do conteúdo orgânico e alcance mais potenciais clientes com a ajuda da visualização privilegiada de anúncios.

É importante definir um orçamento para sua publicidade paga, pois pode ser fácil desembolsar muito dinheiro antecipadamente. Depois de avaliar o desempenho de seus anúncios, você pode aumentar ou diminuir seu orçamento conforme necessário. 

Além disso, você deve ter uma estratégia de palavras-chave forte, pois a maioria dos anúncios pagos usa consultas de pesquisa para garantir que os anúncios sejam exibidos para as pessoas certas.

Como benefícios do tráfego pago, ressaltamos:

Gera acesso instantâneo

Com uma boa estratégia, você pode ver os resultados começarem a aparecer imediatamente, ao invés de ter que esperar os resultados ao longo do tempo, como acontece com o tráfego orgânico.

Você pode obter vendas mais rápidas

Se você veicular anúncios em mecanismos de pesquisa como o Google, as pessoas verão esses anúncios exatamente quando pesquisarem palavras relacionadas a ele. Isso tem um grande potencial de vendas, pois o conteúdo do anúncio exibido estará diretamente vinculado à necessidade de um cliente em potencial.

Você pode segmentar suas campanhas publicitárias com mais eficiência

Com anúncios pagos, você pode exibir seus anúncios apenas para seu público-alvo, pessoas com maior probabilidade de fazer uma compra.

E qual é melhor?

Sabemos que o tráfego de pesquisa orgânica como um todo foi afetado negativamente pelas mudanças de algoritmo que o Google fez nos resultados de pesquisa nos últimos anos.

Ao mesmo tempo, se não houver um bom acompanhamento das KPIs no tráfego pago, podemos estar perdendo dinheiro sem ter o retorno que gostaríamos, tornando o custo por clique muito algo.

Para resumir todas essas informações, mesmo o tráfego orgânico, como o tráfego pago, têm algumas áreas cinzentas. Na maioria das vezes, no entanto, o tráfego orgânico é impulsionado pelo SEO.

Dessa forma, quanto melhor for sua posição para palavras-chave competitivas, mais tráfego orgânico resultará. Os sites que criam consistentemente conteúdo otimizado para pesquisa verão um aumento constante no tráfego de pesquisa orgânica e melhores classificações nos resultados de pesquisa.

É por isso que, como profissional de marketing, é importante analisar suas palavras-chave e páginas para identificar novas oportunidades de SEO a cada mês.

Por outro lado, os dados de tráfego são uma ótima maneira de medir a temperatura do seu site e das iniciativas de marketing. Ao escrever e promover o conteúdo do blog regularmente, você pode usar dados de tráfego para acompanhar os resultados e correlacionar esses esforços com o ROI real, otimizando ainda mais suas campanhas de tráfego pago.

Leia também::: Profissão SEO: como aprender e trabalhar nessa área?

Seja um expert em tráfego

Como vimos até aqui, tráfego pago e tráfego orgânico visam um mesmo objetivo: atrair visitantes para seu site ou rede social. Mas a primeira é feita por meio de conteúdo estratégico, e que em longo prazo gerará receita para sua empresa.

Em contrapartida, a segunda é para quem deseja um crescimento rápido, e tem mais poder financeiro para bancar este crescimento. É especialmente indicado para campanhas específicas.

É importante lembrar que o mercado está carente de gestores de tráfego, profissionais de marketing responsáveis pelo tráfego pago e acompanhamento do tráfego orgânico. Logo, especialistas na área praticamente têm emprego certo e boas remunerações. 

Por fim, esperamos que tenham compreendido as diferenças entre tráfego pago e tráfego orgânico. Para aprender mais sobre o assunto, assista ao meu vídeo abaixo:

 

Anônimo

Por Rafael Rez

Autor do bestseller "Marketing de Conteúdo: A Moeda do Século XXI". Possui MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Fundador da consultoria de marketing digital Web Estratégica. Além de Empreendedor e Consultor, é Professor de Pós e MBA em diversas instituições de ponta: HSM, FGV, Insper, ESALQ/USP. Em 2016 fundou a Nova Escola de Marketing.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

🤘MARKETING RAÍZ!

Receba o resumo da semana de Marketing Digital toda sexta-feira no seu e-mail!

  • Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses. Ao informar meus dados, eu também concordo com a Política de privacidade.
* Você pode parar a qualquer momento.